segunda-feira, 14 de maio de 2012

Nas Ventanias de uma Areté - Fotos de Alécio Cezar

Essas são as fotos de Alécio Cezar, tiradas na primeira noite do experimento cênico-sonoro para a montagem do monólogo "Nas Ventanias de uma Areté". Exibido no teatro da Cia do Feijão em três dias, 4,5 e 6 de maio de 2012,  mostrou ao público parte da construção desse processo, além de estabelecer um espaço de comentários e sugestões, importantes para finalização continuação do trabalho.

Agradecemos aos amigos e interessados que estiveram no teatro e contribuíram com sua critica e atenção. Essa mostra foi importante como processo da pesquisa. Além de concretizar parte da concepção idealizada há muitos anos pelo ator Majó Sesan. Todas as noites foram regadas de impressões diversas, sinal que o trabalho despertou a atenção do público. 

Logo mais, haverá a estréia oficial desse monólogo, pois pretendemos expandir a montagem em diversos espaços. 

A equipe responsável na construção desse primeiro processo foi: Majó Sesan (concepção e ator), Michel Yakini (texto), Rogério Tarifa (direção), Mario Conte (trilha sonora), Ruth Melchior (Figurino) e Marcus Filomenus (Iluminação). 

Trupe Dragão Manjaleú.










































quarta-feira, 2 de maio de 2012

Nas Ventanias de uma Areté (estréia na Cia do Feijão)

“NAS VENTANIAS DE UMA ARETÉ”
(Primeiros Experimentos)

Apresentação da criação de cenas para a montagem do espetáculo:
"Nas ventanias de uma Areté". 
Dias 4, 5 e 6 de maio. 
Sexta 21:30h, sábado e domingo 20h.

Sinopse:
É nos burburinhos do destino, soprando no restinho do dia que surge “Nas Ventanias de uma Areté”. Monólogo que narra a saga de Marcos, um homem que faz da ordem seu caminho. Nas encruzilhadas da vida ele vê seu posto, que tanto lhe deu prestígio e respeito, ameaçado. Por isso, pretende defendê-lo a qualquer custo.

Concepção, Cenário, Atuação: Majó Sesan 
Texto: Michel Yakini
Direção: Rogério Tarifa
Direção musical e concepção sonora: Mario Conte
Figurino: Ruth Melchior
Iluminação: Marcus Filomeno