Release

TRUPE DRAGÃO MANJALEÚ.

A Trupe Dragão Manjaleú surgiu em 2009 com o objetivo de pesquisar formas do fazer teatral, partindo da seguinte experimentação: a dramaturgia e a sonoridade num espetáculo – o estudo da musica no texto e na cena; o ator e a cena tocada.

O grupo foi inicialmente formado por Majó Sesan (ator, produtor e cenógrafo), Michel Yakini (dramaturgo, escritor, poeta) e Mario Conte (músico, baterista, compositor, arranjador). Em seguida, vieram Marcus Filomenus (iluminador), Ruth Melchior (atriz e figurinista) e Rogério Tarifa (diretor) para dar seguimento à pesquisa.
A pesquisa aconteceu de forma conjunta entre texto, música e som em cena. Através de criações a partir de uma imagem, uma música ou um texto, formulou-se o cenário, os objetos de cena e os instrumentos musicais para estabelecer, posteriormente, a cena sugerida pela ação.
.
A partir desses estudos de cena desenvolveu-se a criação do primeiro espetáculo “NAS VENTANIAS DE UMA ARETÉ”, baseado no tradicional folguedo “Nego Fugido”, da cidade de Acupe-BA, nos contos “O espelho” e “Pai contra mãe” de Machado de Assis, artigos e filmes que discutem relações de poder, além de fatos reais baseado na história de jagunços, desde o século XIX, aos temidos justiceiros, que executam chacinas, de forma impune, nas periferias urbanas.